Português
  
English
  
Español
Domingo, 26 de Fevereiro de 2017
Governança
Diretoria Executiva

Foram eleitos pela Assembleia Geral Ordinária para compor a Diretoria Executiva, nos seguintes mandatos:

Mandato: 2016/2019

 

Diretor Executivo:

André Arantes Loes

 

 

Diretora:

Aparecida do Céu Ferreira Arriaga Santana

Diretor:

Caetano de Vasconcellos Neto

 

Diretor:

Carlos Alfredo de Villemor Vianna

Diretor:

Fábio Mentone

 

 

 

Procedimentos para Eleição


Conforme dispõe o art. 30 da Resolução 4.222, de 23 de maio de 2013, a Diretoria Executiva, composta por 2 (dois) a 5 (cinco) diretores, sendo um deles o diretor executivo e os demais sem designação específica, será eleita pela assembleia geral para um mandato de 3 (três) anos, permitida a reeleição mediante indicação de nomes feita pelo Conselho de Administração, observadas as seguintes disposições:  

  • não é permitida a participação de controladores, administradores ou funcionários de instituições financeiras, de administradores de recursos de terceiros, de outras instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil ou de empresas integrantes dos respectivos conglomerados, bem como de profissionais dessas instituições ou empresas que estejam formalmente licenciados ou temporariamente afastados;
  • não é permitida a participação de administradores ou de funcionários de entidades de classe representativas de instituições financeiras ou de outras instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil, bem como de profissionais dessas entidades que estejam formalmente licenciados ou temporariamente afastados.

Os membros eleitos para o Conselho de Administração, o Conselho Consultivo, o Conselho Fiscal e a Diretoria Executiva devem ter seus nomes submetidos ao Banco Central do Brasil, que os aprovará se atenderem aos requisitos previstos na regulamentação em vigor para o exercício de cargos em órgãos estatutários de instituições financeiras e demais instituições autorizadas a funcionar pela referida Autarquia.

  • Aprovados os respectivos nomes, os membros do Conselho de Administração, o Conselho Consultivo, o Conselho Fiscal e a Diretoria Executiva devem tomar posse após a assinatura de carta de compromisso de confidencialidade dirigida ao Banco Central do Brasil.
  • Os membros dos órgãos de administração, durante o exercício do mandato e por 4 (quatro) meses contados do seu encerramento, ficam impedidos de exercer qualquer atividade remunerada para instituições financeiras, para administradores de recursos de terceiros, para outras instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil, para empresas integrantes dos respectivos conglomerados ou para entidades de classe representativas de instituições financeiras ou de outras instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil.
 
 © 2017 Fundo Garantidor de Créditos - FGC. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por GWMNET